Editoras de Moda

Oi gente! Tudo bem com vocês? Como foram de Páscoa?

Bom eu estou quase rolando de tanto chocolate que comi! Preciso de um detox URGENTE! kkkkkkkkkk

Além dos grandes estilistas, outras pessoas que ditam a moda são as editoras das grandes revistas. Por isso, eu trouxe um resumo da vida das editoras mais poderosas, ao meu ver: Giovanna Battaglia, Anna Wintour, Emmanuelle Alt, Carine Roitfeld e Anna Dello Russo.

1) Giovanna Battaglia: estilista e editora de moda da Revista W

2013.04.01 - Editoras (1)

Nascida em 1979, na cidade de Milão, de pai pintor e mãe escultora, iniciou sua carreira na moda como modelo aos 16 anos de idade. Em 1996 ganhou o título de “Miss Moda 1996” e só começou a ser reconhecida quando começou a ser modelo da Dolce & Gabbana. A transição para a carreira de editora ocorreu com seus 28 anos, fazendo trabalhos de styling para L’Uomo Vogue, Vogue Paris, Vogue Italia, dentre outras. Atualmente, Giovanna é estilista e editora de moda da Revista W, mora na nossa queria New York e namora o filho de Carine Roitfeld (sobre quem falaremos abaixo), o Vladmir REstoin-Roitfeld.

Suas musas inspiradoras são: Audrey Hepburn e Monica Vitti (atriz italiana).

2) Anna Wintour: editora chefe da Vogue America

2013.04.01 - Editoras (2)

Anna Wintour nasceu em 1949, na cidade de Londres, filha de pai inglês editor do jornal Evening Standard) e de mãe norte americana (filha de um professor de Direito de Harvard). Sempre incentivada pelo pai, este conseguiu para Anna seu primeiro trabalho na loja inglesa, Biba e aos 16 anos largou o colégio para trabalhar na Harrods. Se mudou para New York e iniciou sua carreira como editora junior na Harper’s Bazar e após trabalhar em outras revistas, finalmente, chegou à Vogue. Ela não só lançou várias modelos ao estrelato (inclusive a nossa Gisele), como também ajudou grandes estilistas (tais como Marc Jacobs e John Galliano) e, ainda, tornou a Vogue Americana uma das revistas de moda mais influentes do mundo.

3) Emmanuelle Alt: editora chefe da Vogue Paris

2013.04.01 - Editoras (3)

Parisiense, Emmanuelle nasceu em 1967. Sua mãe era modelo, a qual desfilava para Lanvin e Nina Ricci. Seguindo a área de atuação de sua mãe, Emmanuelle ingressou no mundo fashion com 17 anos, trabalhando como assistente de beleza na Elle Paris. Passados 3 anos, aos 20 anos (sim, só 20 anos), tornou-se editora chefe da revista, substituindo Carine Roitfeld. Casada com Franck Durand, que btw é diretor artístico da Isabel Marant, Emmanuelle é conhecida por seu estilo rock n roll e adora Balmain (quem não?! rsrsrsrsrrss).

4) Carine Roitfeld: editora chefe da CR Fashion Book

2013.04.01 - Editoras (4)

Também nascida em Paris, no ano de 1954, aos 18 anos, Carine começou a fazer alguns trabalhos de modelos e anos depois tornou-se stylist e escritora da Elle Paris. Quando sua filha estava fazendo uma sessão de fotos para a Vogue Bambini em 1990, conheceu, ninguém mais, ninguém menos que Mario Testino e, a partir de então, começaram a trabalhar juntos, fazendo propagandas e editoriais para revistas como Vogue America e Vogue Paris. Após, trabalhou como consultora de Tom Ford por 6 anos na Gucci e na Yves Saint Laurent. Tornou-se editora chefe da Vogue Paris em 2001, renunciando ao cargo após 10 anos. Hoje ela é dona de sua própria revista, a CR Fashion Book.

5) Anna Dello Russo: editora e consultora criativa da Vogue Japão

2013.04.01 - Editoras (5)

Nascida em 1962, na cidade de Bari, no sul da Itália, desde cedo era obcecada por moda. Após adquirir seu diploma em Literatura Italiana e em História da Arte, Anna, com o apoio de seu pai, mudou-se para Milão e fez pós-graduação em Domus Academy, escola de design. Iniciou sua carreira na Vogue Italia como editora de moda e depois na L’Uomo Vogue, também como editora. Em 2006, aceitou o cargo de editora e consultora criativa da Vogue Japão. Atualmente ela possui 2 apartamentos (isso mesmo, DOIS), em um deles ela guarda suas roupas e sapatos e no outro ela vive com sua cachorra. Para que dois apartamentos? Quando você é dona de 4.000 pares de sapatos é necessário um apartamento só para eles, né?! #invejinha

Ah, todas as ilustrações são de Joana Avillez.

E aí? gostaram do resumo?

Bjos e boa semana,

Paty.

Anúncios

Vamos de camuflado?

Oi gente! Como foram de semana? Cansados, né?! Mas, finalmente chegou a nossa tão esperada sexta-feira!

Com o fim de semana chegando e pelo jeito será sem sol, eu vim falar um pouquinho da estampa de camuflagem… Fica a dica para um look para o fds.

Uma das coisas que mais me deixam impressionada na moda é que tudo volta. Esse é o caso, por exemplo, das calças de couro, das jaquetas de couro e, inclusive, da estampa camuflada. E essa é uma das razões pelas quais não consigo fazer uma limpa no meu armário (que desculpa esfarrapada, né?! rsrsrsr).

O camuflado voltou com tudo e, na minha opinião, ele pesa um pouco no look. Por isso, acho que devemos investir em peças e acessórios mais delicados quando optarmos pela estampa, seja ela na parte de baixo ou de cima.

Separei algumas fotos com looks que eu adorei! Essas primeiras fotos são com estampas camufladas na parte de cima.

Agora, camuflado na parte de baixo.

E para os homens…

Confesso que no meu armário tenho só duas peças camufladas: uma calça da Zara e um cachecol da John John (site). Montei dois looks com eles para vocês verem.

blusa – Animale, calça – Zara, colar – Chanel, bolsa – Givenchy

camisa com spike – Mango, calça – Day Birger et Mikkelsen, cachecol – John John, bolsa – Balenciaga

Aproveitem o fim de semana!!

Bjos,

Paty